Em algumas situações, os animais precisam passar por algum procedimento cirúrgico, seja ele simples ou complexo. Além da cirurgia em si, existe uma preocupação latente nos tutores: medo da anestesia. Para sanar as dúvidas e inseguranças, é preciso de um anestesista veterinário de confiança.

Todo procedimento cirúrgico ou anestésico tem seus riscos ou complicações, que podem ser minimizados quando a equipe veterinária é especializada em suas respectivas áreas de atuação.

Se a sua curiosidade em saber quanto ganha um anestesista veterinário está relacionada com uma possível especialização, importância e mercado, este artigo é para você. Para atuar na área, além de concluir a graduação, é necessário investir em uma especialização.

A pós-graduação em Anestesiologia de Cães e Gatos, ministrada aqui pelo Centro de Desenvolvimento da Medicina Veterinária (CDMV) oferece conhecimento teórico e prático durante 1 ano e meio. Ao final, o profissional estará capacitado para exercer a sua função com excelência!

Caso ainda não tenha se decidido pela área, mas queira ver informações sobre outras especializações, leia esse artigo aqui!

Crescimento do setor

Cada vez mais demandado, o anestesista veterinário é considerado para muitas áreas, como exames exploratórios, pesquisas ou cirurgias complexas. Com uma área de atuação diversa, essa especialidade vai além dos cuidados com os pets, com o profissional se especializando em cavalos e animais silvestres, por exemplo.

A explicação mais palatável para esse crescimento é a evolução técnica da especialidade, investimento em segurança, exigência de equipamentos cada vez mais precisos, como monitorações mais invasivas.

Como já adiantado, após o conhecimento prévio, o anestesista veterinário pode atuar com diferentes animais, sendo grandes ou pequenos: bovinos, equinos, silvestres e mamíferos selvagens, dentre outros.

Descubra quanto ganha um anestesista veterinário

É importante dizer que a categoria de médico veterinário não tem um piso salarial estabelecido. Por isso, fatores como o tipo de empresa, experiência e especialidade vão interferir na remuneração média de cada profissional.

Para a área analisada, ao pesquisar para saber quanto ganha um anestesista veterinário, um levantamento feito pelo site Salário aponta que a média mensal é de R$3.968,81. O teto de rendimento foi identificado em R$8.700.

Qual é a importância do anestesista?

Na Medicina Veterinária, além de ser usada em cirurgias, a anestesia também é aplicada em exames como endoscopia, ressonância e tomografia. Em procedimentos simples como limpeza de tártaro, ela também é aplicada, já que é necessário conter os movimentos mecânicos do animal.

Diante dessa variedade, a anestesia não é algo simples e prescinde de um profissional especializado para o acompanhamento dos procedimentos – não apenas em sua realização, mas no pré e pós-operatório.

O procedimento anestésico depende de um sono artificial, de um controle efetivo de dor e de bloqueio programado das funções mecânicas. A opção inalatória, feita por meio de gases vaporizados ao sistema respiratório, tem alto poder anestésico e baixo poder analgésico.

É sempre importante reforçar que os conhecimentos de anestesia são acompanhados dos da analgesia (controle de dor).

Diante desta complexidade, é recomendada a presença de um profissional capacitado para a realização de diversos procedimentos. É aqui que, além de saber quanto ganha um anestesista veterinário, você pode perceber que a pós-graduação pode ampliar as oportunidades, inclusive, com a atuação em mais de um emprego.

Como o anestesista deve atuar?

Com o avanço da medicina veterinária e os novos e modernos tratamentos e procedimentos cirúrgicos, o campo da anestesiologia ganha cada vez mais importância, já que a sedação e a anestesia são indispensáveis, inclusive em intervenções minimamente invasivas.

Apesar disso, essa especialidade carrega grandes desafios. Apesar de viabilizar o atendimento médico e bloquear a dor do animal, a anestesia possui riscos, da mesma forma que ocorre na medicina humana.

Logo, torna-se fundamental que o profissional da área saiba identificar a melhor estratégia anestésica para cada caso, incluindo o manejo de equipamentos de apoio, administração de substância escolhida, monitoramento do paciente durante o procedimento e, eventualmente, interrupção se necessário.

Pré-anestésico?

Neste processo, é imprescindível realizar a anamnese pré-procedimento, avaliar a idade do animal, peso, presença de comorbidades, rotina alimentar e duração da intervenção antes de escolher a substância, protocolo e dosagens.

É preciso identificar os valores basais das funções orgânicas, assim como o perfil hematimétrico e urinário do paciente. Fica por conta do anestesista veterinário orientar o jejum, respeitando as características do animal, além de reforçar a importância de garantir que ele tenha acomodações higiênicas e confortáveis dias antes do procedimento.

Período transanestésico

Antes de administrar a anestesia, o veterinário precisa analisar o estado e funcionamento dos aparelhos e equipamentos envolvidos no processo. Veja abaixo o que deve ser supervisionado:

Com a anestesia aplicada, o anestesista precisa monitorar a posição e reflexos do animal, estando atento ao funcionamento dos equipamentos e tomando medidas adequadas caso algum problema ocorra. 

Pós-anestésico

Neste momento, as reações são variadas e mudam conforme a espécie, método utilizado e as particularidades do animal atendido. É recomendado que o paciente tenha acompanhamento constante durante o pós-anestésico imediato. O período se estende da suspensão do efeito até a estação voluntária.

Quando o animal recobra a consciência, o profissional precisa estar preparado para lidar com as alterações, sendo elas vômitos, tontura, agitação, aumento da pressão arterial e frequência respiratória elevada. O anestesista também precisa orientar os tutores sobre possíveis reações e recomendar a procura por atendimento caso uma dessas aconteça.

Além de explicar quanto ganha um anestesista veterinário, também apresentamos aqui um pouco da rotina do profissional da área.

Aqui no Centro de Desenvolvimento da Medicina Veterinária (CDMV) temos uma preocupação com a atualização e especialização dos profissionais da área. Sempre apresentamos novos cursos e treinamentos para que você seja destaque em seu setor de atuação.

Se o curso escolhido não estiver disponível em sua cidade, entre em contato com o nosso atendimento e verifique a programação e a abertura de novas turmas.

Também estamos no Instagram, siga nosso perfil e acompanhe as nossas novidades!

Depois de descobrir quanto ganha um anestesista veterinário, queremos te convidar a ler aqui quais são os tratamentos para luxação de patela em cães.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *