Por ser uma área que estuda os animais, é comum que exista uma espécie de dúvidas sobre o papel do médico veterinário na Saúde Pública. Os profissionais graduados na área trabalham no controle de doenças transmissíveis, na vigilância sanitária e em outros setores.

Para que você tenha uma ideia, as zoonoses correspondem a mais de 60% das doenças humanas, aponta um estudo da Organização Mundial da Saúde (OMS). Além de estudá-las, os profissionais de veterinária atuam com medidas preventivas para neutralizar a circulação das doenças.

Se você está na graduação em medicina veterinária e quer ingressar na Saúde Pública ou Saúde Única, conceito usado pela OMS para designar a integração entre os estudos que envolvem humanos, animais e meio ambiente, este conteúdo pretende eliminar suas principais dúvidas.

Aqui no Centro de Desenvolvimento da Medicina Veterinária (CDMV) sempre abordamos assuntos importantes para o universo profissional e oferecemos cursos de atualização e pós-graduação em várias áreas. Por exemplo, a formação clínica médica do cão e do gato é uma que aborda a questão das doenças infecciosas e que podem ter reflexo em humanos.

Entenda aqui o papel do médico veterinário na Saúde Pública?

Nem todo médico veterinário vai atuar nos cuidados com animais domésticos, os de grande porte ou silvestres, por exemplo. A área de atuação dos profissionais da área é bem ampla e pode envolver cuidados com alimentos e pesquisa por medicamentos.

A atuação do médico veterinário na Saúde Pública ficou muito evidente durante a pandemia da Covid-19. Durante esse período epidêmico, os profissionais da área atuaram para localizar a origem do coronavírus, pesquisaram por agentes para neutralizar o vírus e suas consequências.

Outra área em que você pode se especializar é na alimentação, em estudos sobre a itens de origem animal ou na vigilância sanitária, que fiscaliza o cumprimento das normas relacionadas ao consumo.

Controle de zoonoses

Se você pretende atuar como médico veterinário na Saúde Pública, um dos campos de trabalho é em zoonoses. Essa especialização aparece, inclusive, na Lei nº 5517/1968. Ela destaca que o estudo e a aplicação de medidas contra doenças transmitidas ao ser humano pelos animais é uma das funções delegadas ao graduado na área.

Quando falamos em zoonoses, nos referimos a raiva, HIV, Covid-19, dengue, febre amarela, toxoplasmose e sarna, dentre tantas outras. Elas exigem estudo para encontrar medicamentos, tratamentos e medidas públicas que levem ao controle da doença e, quem sabe, a sua erradicação.

Vigilância sanitária

O mercado tem inúmeros produtos de origem animal e é importante que eles sejam seguros para o consumo humano ou mesmo em rações para outras espécies. Estes itens podem ser alimentos, cosméticos e remédios, etc.

Deste campo, o papel do médico veterinário na Saúde Pública é fiscalizar as empresas que atuam neste processo para investigar se elas adotam as normas legais, se existe mau-trato animal ou qualquer outra ocorrência que deve ser combatida.

Ao atuar na vigilância sanitária, o profissional também estuda ocorrências de intoxicação e alergias que podem impedir o consumo de determinado produto. Ele promove palestras e treinamentos para que as empresas estejam comprometidas com as regulamentações.

O médico veterinário pode fazer a análise da água e do solo em que os animais são criados para assegurar que eles tenham qualidade de vida e que o meio ambiente não seja contaminado por qualquer substância. Este cuidado preserva a produção alimentar e preserva os recursos naturais.

Atividades em laboratório

Os médicos veterinários são especialistas com amplo conhecimento em doenças Isso permite que ele atue nos laboratórios para diagnóstico ou pesquisa de doenças e medicamentos. São várias as possibilidades neste caso!

Neste setor, o papel do médico veterinário na Saúde Pública está relacionado ao estudo de novas e antigas doenças, às épocas de maior contaminação, a recomendação de campanhas públicas para gerar consciência e a busca por medicamentos.

Ele também pode atuar na produção de imunobiológicos. Assim como na produção de remédios e vacinas para humanos e ou animais.

Gestão de Saúde

Neste caso, o profissional pode atuar diretamente para o poder público, em esferas municipais, estaduais ou nacional para definir e estruturar políticas que vão impactar a população.

Como falamos antes, durante a graduação veterinária ou mesmo na pós em uma área específica, o profissional é capacitado para atuar em diversas áreas que impactam a saúde humana. E, neste ponto, podemos incluir as zoonoses, os cuidados com o solo e água, por exemplo.

Isso significa que, a partir de uma boa qualificação, o veterinário pode atuar como gestor de Saúde. Logo, vai comandar ou auxiliar secretarias e programas de prevenção e promoção do bem-estar da população.

Além destas áreas que abordamos acima, o médico veterinário que decide seguir carreira pela Saúde Pública pode se especializar em:

Logo, se você ainda está no começo da sua formação acadêmica, pesquise mais sobre as diversas áreas e busque informações sobre elas para decidir em qual será a sua especialização.

Se você já é graduado ou está nos últimos semestres da sua universidade, avalie as especializações disponíveis aqui no CDMV e faça a sua matrícula. Esse é o primeiro passo para construir uma sólida carreira veterinária na Saúde Pública.

Acompanhe outras novidades e dicas especiais em nosso Instagram.
Depois de entender aqui qual é o papel do médico veterinário na Saúde Pública, saiba qual é o melhor tratamento para luxação patelar em cães!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *